15 dicas para designer gráfico

Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest

O designer é responsável por diferenciar, agregar valor e trazer as características que tornam seu produto único. Qualquer designer tem a missão de idealizar a concepção de um produto ou serviço, levando em conta uma série de fatores: materiais que você quer utilizar, usabilidade do produto pelo cliente, criação de logotipos, embalagem e outros fatores do universo da publicidade e marketing.

Para você, que está começando nessa profissão tão importante para o mercado. Separamos 15 dicas para um designer melhorar suas habilidades e se manter sempre relevante.

1. Esteja sempre atualizado

Um bom designer está sempre ligado nas tendências e se dedicando a estudar todas as novidades. Fique sempre de olho em quais são os tipos de fontes mais utilizados, qual estilo visual poderia ter sido usado em campanhas etc.

Busque sempre assistir palestras diferentes, com profissionais que são referência na área, leia blogs, use seu Pinterest para um olhar mais criativo. Enfim, aprimore-se! Torne-se um colecionador de design também, colecione folderes, flyers e todo o material em que puder pôr as mãos.

2. Leia sempre que possível

Ler é agregar conhecimento, pessoas com mais repertório tem maior facilidade na hora de pensar de maneira criativa, principalmente para um designer. Então, leia muito, leia livros, blogs, ebooks e todo o material relevante que puder encontrar. Principalmente livros sobre design, arte, fotografia. Coloque uma meta mensal e anual para suas leituras, monte uma lista e fique atento aos lançamentos.

3. Seja sempre questionador

Nada é absoluto, principalmente ideias. Nós sabemos que todo o designer trabalha muito com isso, e elas estão aí para serem usadas, transformarem ou, até mesmo, serem questionadas. Questionar é um hábito saudável, que constrói e ajuda a melhorar o trabalho. Na hora do seu desenvolvimento, esteja aberto ao questionamento dos outros e entenda que toda a ideia pode ser melhorada. Porém, quando achar necessário, defenda suas escolhas.

4. Está tudo bem dizer não

Processo criativo leva tempo, mas o cliente também suas necessidades e ansiedades, nós entedemos isso, certo? Mas, se o prazo e orçamento que ele passou não está sendo realista, tudo bem dizer não. Explique sobre o tempo e porque precisa dele.

5. Vá além do design

Não pense apenas no design da peça. Na hora de criar, procure observar tudo que vai interagir com ela. Tudo está ligado, a gente tem que aprender um pouco de tudo: técnicas, elementos e autoria vão muito além do que a maioria faz.

6. Tenha compromisso e dedicação

Dedicação e compromisso são atributos essenciais para o mercado. Comprometer-se e dar o seu melhor podem destacar muito o seu trabalho e provar o seu potencial. Com dedicação e criatividade, sua carreira tem tudo para dar certo. Seja como designer, ou em qualquer outra área que você decida perseguir.

7. Não repita trabalhos

Em alguns momentos, nos sentimos tentados a repetir as fórmulas que deram certo, né? Mas, mesmo que uma tipografia ou outros elementos tenham funcionado para um projeto, não quer dizer que deve usar em todos aqueles que aparecerem depois. O mundo criativo está sempre mudando e não há limites onde podemos chegar, então mostre coisas novas.

8. Tire um momento para criar livremente

Sempre que tiver um tempo livre, tire um momento para criar materiais para você. Crie livremente, sem frear o seu processo criativo por achar que não seria aplicado. Torne todas as suas ideias mirabolantes reais, assim você pode deixar sua criatividade fluir sem frustrações.

9. Aprenda uma língua nova

Aprender novos idiomas expande os seus horizontes em termos de estudos. Além disso, pode te ajudar a aprimorar o seu vocabulário no próprio português. Fora que pode te abrir novas oportunidades de empregos que não apareceriam se você não dominasse uma segunda língua.

10. Converse com pessoas da área

É importante não caminhar sozinho. Faça parcerias relevantes para o seu trabalho, às vezes, pessoas novas e diferentes podem te ensinar e acrescentar para o seu trabalho coisas que você mesmo não consegue observar. Não somente, você também pode ter algo a acrescentar para aquela pessoa.

11. Coloque no papel

Cada pessoa tem um processo criativo diferente, porém colocar no papel é uma forma de organizar os pensamentos e criar um mapa mental. Dessa maneira, você consegue economizar tempo na hora de colocar em prática. De certa forma, colocar a mão na massa – no literal sentido da expressão – te permite tornar o projeto mais pessoal e criativo.

12. Estude suas referências

Qual foi o último projeto que você viu e achou demais? Pesquise sobre o autor, dê uma olhada em outras coisas que ele fez, se ele tem um blog, quem ele admira. Isso pode te abrir mais ainda o horizonte e ensinar técnicas e mostrar muitas coisas novas e interessantes.

13. Estude suas ferramentas

Pode parecer até meio sem propósito essa dica, mas é para sempre ter em mente. Não é necessário um certificado, mas é legal saber fazer a mesma tarefa de formas diferentes. Quanto mais conhecimento você agrega sobre suas ferramentas, mais criativo você se torna.

14. Reflita antes de partir para a ação

Antes de começar a fazer qualquer projeto, reflita e considere todas as informações que seu cliente passou para você. Qual o público alvo? Como o conteúdo vai se encaixar? Pondere todas as opções antes de começar a montar a primeira ideia. Depois de montar a primeira ideia, reveja e analise se tudo ficou da melhor forma.

15. Dê uma olhada nos trabalhos antigos

Tire um momento para ver seus trabalhos antigos, analise-os e pense o que faria de diferente atualmente. Se tiver um tempo livre, refaça ele com suas habilidades atualizadas e veja o quanto que você já caminhou na sua trajetória. É sempre importante observar como que nossa evolução está sendo.

É isso, pessoal! Esperamos que essas dicas sejam úteis para todos, se quiser conferir mais conteúdos, dá uma olhada no resto do blog!

Gráficas