Tudo que você precisa saber sobre impressão digital

Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest

A impressão digital é um tipo de impressão feita a partir de uma matriz digital. Todos os dias temos contato com diferentes tipos de impressos feitos a partir desta técnica: panfletos, folders, convites, cartões de visita, dentre outros diversos impressos, são, atualmente, fruto da impressão digital. 

Uma impressão digital é considerada o registro de informações, feito sobre qualquer suporte, recebidas pelo computador na forma de dados digitais. Ou seja, para haver a transferência dos dados do computador para o papel não há necessidade de criação de uma matriz; eles foram simplesmente impressos por uma impressora. 

As impressões digitais estão muito presentes no nosso cotidiano e facilitam muito nossas vidas. Dos simples trabalhos escolares, passando por livros, revistas e até brindes, como canecas e canetas. Tudo isso feito por meio de impressão digital. 

Popularizada na década de 1990, com a evolução dos métodos tradicionais de impressão gráfica. Antes, as impressões eram feitas basicamente através de matrizes de chapas de alumínio, que funcionavam como um negativo do que deveria ser impresso, num processo que existe até hoje e é chamado de offset. 

Apesar de oferecer uma boa qualidade de impressão, além de ser um processo um pouco mais demorado. A criação dos fotolitos, a montagem, gravação e revelação das chapas, a manutenção das máquinas de impressão, dentre outros custos, fez com que a impressão digital ganhasse cada vez mais importância e mercado. 

Além de permitir a diminuição dos custos, a digitalização do processo de pré-produção tornou possível a qualquer pessoa fazer suas próprias impressões em casa, sem necessariamente enviar o material para uma gráfica. 

O barateamento das impressões, principalmente para quem deseja fazer uma pequena tiragem do material, foi um atrativo a mais para o crescimento do mercado de impressão digital. 

Também passou a ser desnecessário esperar as chapas ficarem prontas, assim como o impresso secar para fazer sua distribuição. Ter impressões prontas e secas cada vez mais rápido significa que o material impresso será distribuído o quanto antes, e o tempo restante pode ser investido em outras atividades, como a criação de outros impressos. 

Com o aprimoramento das impressões digitais assim como dos materiais utilizados como suportes (papéis, plásticos, adesivos, vinil, etc), a qualidade dos impressos passou a ser superior. 

Sem a necessidade de uma matriz física difícil de ser feita, tornou-se muito mais fácil confeccionar várias provas do material impresso antes de sua impressão definitiva, facilitando correções de texto e melhorando as combinações de cores. 

Também passou a ser desnecessário se preocupar se o material imaginado realmente poderia se tornar uma matriz, pois ela foi extinta do processo, dando muito mais liberdade de criação para os designers

Claro que o surgimento de softwares e computadores cada vez mais avançados contribuiu muito para a impressão digital, permitindo oferecer produtos e serviços cada vez mais baratos, rápidos e de maior qualidade. 

A customização de peças gráficas tornou-se tão simples que, hoje em dia, muitas pessoas optam por imprimir seus materiais em casa. Uma pessoa que está abrindo uma empresa, por exemplo, pode fazer seus próprios cartões de visita e folhas timbradas sem a necessidade de grandes conhecimentos em informática ou impressão.

Apesar de ser possível fazer impressões digitais em casa, também é importante ressaltar que vale a pena para gráficas investirem nesse mercado, principalmente se o foco da empresa for fazer materiais com pequenas tiragens. 

A partir daí quem quiser fazer materiais com pequenas tiragens, como cardápios para restaurantes, convites de casamento e livros sob demanda. Pessoas que desejam ter um material com uma aparência mais profissional buscam gráficas, inclusive, para desenvolvimento do projeto gráfico.

Como funciona o processo de impressão digital

como funciona impressão digital

Como já dissemos nesse post, o processo de impressão digital ocorre entre a combinação dos comandos feitos pelo computador e uma impressora. Com os comandos enviados pelo computador, a impressora basicamente separa as informações no intuito de transferir a tinta  para o papel. Alás, toda essa transferência tende a ocorrer de várias maneiras por depender unicamente da impressora – que pode imprimir com o laser, o piezoelectric e o ink jet. 

Impressora Laser

Seria o tipo de impressão comum e mais usado na atualidade. Nesse tipo de impressora os compartimentos de tinta são os chamados toner e possuem cores em CYMK. Dentro dela, passa a ser possível um cilindro ser atingido por raios laser e assim inverter toda a polaridade do mesmo, e os que não sofreram formam a imagem impressa. 

Impressora PiezoElectric

Essa impressora tem uma espécie de cristal em seus compartimentos, isso tende a definir toda a quantidade de tinta a ser transferida em um espaço específico do papel. No caso, essa transmissão ocorre a partir de descargas elétricas que mostram a quantidade ideal de tinta, que por sinal seriam cores básicas de CYMK.

Impressora InkJet

A impressora InkJet possui cartuchos que basicamente possuem quatro tipos de cores padrões de CYMK. Ocorre que o computador transfere as informações do arquivo para um chip e com isso são posicionadas as informações nas cabeças de saída da tinta para que as mesmas definem a quantidade de tinta a liberar no papel de impressão. 

5 fatos sobre impressão digital

fatos sobre impressão digital

1 – A impressão digital é feita a partir de arquivos digitalizados

A impressão digital é um processo que imprime e reproduz imagens e textos a partir de um arquivo digitalizado. Os dados digitais oriundos de um computador são transmitidos para uma impressora. Você pode imprimir qualquer coisa, de livros e fotografias. 

2 – Os bits eletrônicos são responsáveis por receber as informações do arquivo

Por meio dos bits eletrônicos a impressora recebe as informações do arquivo que será impresso. Assim, atrás do arquivo do computador haverá a transferência da imagem digital para a mídia que receberá a impressão. Essa transferência é feita a partir de uma atração de pigmento em um rolo e a fusão de pigmento já composto na mídia.

3 – Na impressão digital não há forma de impressão

Na impressão digital é utilizada uma forma de impressão, diferente da flexografia, da impressão offset e da rotogravura. Elas usam a chapa, o cliché e o cilindro como forma de impressão. Nesse formato a impressão é virtual, ele existe por alguns seguros e é regravado a cada acesso do papel, mesmo sem alteração na imagem.

4 – Ideal para pequenas e médias impressões

A impressão digital é ideal para pequenas e médias impressões, para você ter um bom custo-benefício e melhor aproveitamento no tempo de execução. Além disso, a qualidade da imagem, a autonomia da impressora e a economia é ideal para ter alta eficiência.

5 – Agilidade para demandas menores

A impressão digital é ideal para atender demandas menores e não exige quantidade mínima. Assim, pessoas físicas que querem imprimir em quantidades pequenas podem fazer isso sem mudanças grandes no preço. 

A Quatrocor também trabalha com impressão digital! Se você precisa de um material entregue com qualidade e rapidez, fale conosco e peça um orçamento sem compromisso!

Gráficas