Tipos de impressão – Parte 2

Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest

Nós já falamos um pouco sobre os tipos de impressão, impressão offset, serigrafia e rotogravura. Hoje, vamos explorar os outros tipos de impressão, como impressão digital, flexografia e hot stamping. 

Quais são os principais tipos de impressão? Parte 2!

tipos de impressão

Impressão digital

As primeiras tecnologias de impressão digital surgiram em 1993. Esse tipo de impressão surgiu com o desenvolvimento dos computadores, que tornaram possível essa nova forma de impressão. A impressão digital tinha o diferencial de imprimir uma imagem diferente em cada folha, enquanto outros métodos envolviam chapas, com pouca possibilidade de alteração do conteúdo de forma rápida.

As inovações tecnológicas permitiram que a impressão digital se tornasse cada vez mais importante. Por isso, a impressão digital é um dos tipos de impressão que está se tornando um dos métodos mais utilizados para a produção de materiais gráficos em geral. A impressão digital é aquela obtida por meio dos dados transferidos direto do computador ou mídia de memória, para a impressora.

Benefícios da impressão digital

Existe uma diversidade de vantagens nesse tipo de impressão e o principal benefício é justamente a qualidade da impressão que esse método produz. Atualmente, não há nada que desconsidere a qualidade da impressão digital, ao contrário, os equipamentos desse tipo de impressão produzem um material de qualidade e ainda com uso da impressão de dados variáveis.

Além de todos os benefícios que já citamos, a impressão digital é o tipo de impressão com o maior custo-benefício. Como é possível imprimir em pequenas tiragens, é possível renovar os materiais que precisam de atualização, por meio de uma nova impressão, o que já não seria viável em uma impressão de larga escala, que poderia fazer com que seus impressos fiquem defasados e seriam inutilizados. Com a necessidade de sustentabilidade que temos, imprimir sob demanda é importante, para gerar menos desperdício de papel. 

E ainda, com a necessidade que o mercado tem atualmente por personalização das peças, com a impressão digital é possível fazer impressão de dados variáveis, que torna possível a impressão de 10 mil cópias diferentes do mesmo documento, por exemplo. Com os nomes, imagens ou informações diferentes. Dessa forma, a impressão digital está cada vez mais importante dentro do mercado gráfico e se torna cada vez mais utilizada.

Flexografia

Não se sabe exatamente quando o processo flexográfico foi inventado, porém sabemos que ele é uma forma mais moderna e amadurecida do processo de impressão anilina, manual e rudimentar. O que sabemos é que o desenvolvimento do processo de impressão flexográfico está registrado no início do século XX, por parte dos fabricantes de máquinas Holweg, Windmoller & Holscher, Fischer & Krecke entre outros. Por fim, desenvolveram as tintas específicas para a flexografia durante os anos 50, para agregar valor às exigências técnicas dos produtos impressos. 

A flexografia viabiliza a impressão em variadas modalidades de materiais flexíveis, como plásticos em geral, papéis, papelão ondulado, alumínio e outros. A flexografia é um tipo de impressão com chapa em relevo, composta por uma borracha chamada de clichê. 

Existem máquinas de flexografia que são feitas com um sistema de secagem, principalmente por meio da circulação de ar quente. Na hora da impressão, a área que será impressa é colocada em relevo e, na hora em que sua superfície é entintada, o que está ao redor – que está mais abaixo – não recebe tinta e não recebe nenhuma impressão. 

Benefícios da flexografia

Principalmente para a impressão de rótulos, a flexografia é o tipo de impressão mais eficiente e bastante competitivo, especialmente porque sua qualidade supera outras formas de impressão. Ainda mais depois da evolução que a flexografia passou depois da evolução dos clichês digitais e em alta resolução, a qualidade da impressão atinge níveis elevados de excelência, permitindo a impressão de imagens com literaturas mais altas e a geração de resultados finais mais satisfatórios.

Além da alta qualidade que esse tipo de impressão traz, a flexografia traz um valor mais convidativo. Por causa da possibilidade de dispensar o uso de gravação de cilindros, por exemplo, a flexografia tem um custo-benefício interessante e possui mais rentabilidade para as empresas que adotam o tipo de impressão. Ainda mais agora, que a qualidade de impressão aumentou, a vantagem de compra se tornou um dos benefícios da flexografia.

Hot Stamping

O tipo de impressão Hot Stamping é utilizada para imprimir tipografia em diversos produtos como eletrônicos, embalagens de plástico, peças de automóveis e até em embalagens de cosméticos. Em papel, normalmente é utilizada para convites e trabalhos acadêmicos. 

O Hot Stamping é um tipo de impressão onde uma fita estampa uma superfície com tinta seca a uma alta temperatura. Desde sua invenção no século XIX, a tecnologia dessa forma de impressão que é não-poluente e se diversificando para incluir mais cores e ser aplicada em mais materiais.

O processo do Hot Stamping compreende montar e esquentar uma chapa, com o objeto que será estampado posicionado logo abaixo dele. Depois, inserir uma fita entre a chapa e o objeto e depois pressionar a chapa para baixo. A fita se desprende e “carimba” a superfície, deixando tinta seca no local. O resultado é uma impressão “tridimensional”, com marcas em alto e baixo relevo.

As fitas podem ter uma grande variedade de cores, dos tradicionais dourado e prateado a diversas outras cores. As mais comuns são mesmo as metálicas são mais comuns e famosas, porém também existe no mercado as fitas holográficas, com outros efeitos como perolizado, mármore, couro e madeira. Esse processo de impressão é muito utilizado para a impressão de datas de validade. 

Benefícios do Hot Stamping

Ao fazer uso da técnica de impressão Hot Stamping permite a criação de diferentes formatos e texturas, em padrões diversificados. Os padrões mais comuns que são utilizados é fios e filete, que não é nada mais do que uma linha. Uma impressão de texto que oferece status e “grandeza” facilitando a identificação da sua marca.

Além disso, é a diferenciação perante a concorrência, tanto que diversos desses produtos citados, mais “populares” já fazem uso desses tipos de recursos. Com isso em mente, podemos estabelecer que o Hot Stamping agrega muito mais valor à empresa e aos produtos. 

Esses são os principais tipos de impressão que sua empresa precisa conhecer para produzir materiais de comunicação com seus clientes de qualidade!

Gráficas